Trabalhadores aprovam proposta de PPR do Banco Pan

Os trabalhadores bancários aprovaram, durante assembleia, realizada na manhã desta quinta-feira (28), em São Paulo, a proposta apresentada pelo banco Pan sobre o Programa Próprio de Remuneração do banco (PPR),  para 2017 e 2018. Com isso, todos receberão, nesta sexta-feira (29), os valores referentes à antecipação do PPR – correspondente a 50% do salário nominal do trabalhador, limitado ao valor de R$ 6 mil.

Também será creditada a primeira parcela da PLR – que terá redutor diante da queda no lucro da instituição que foi de R$ 46 milhões no primeiro semestre do ano – e do adicional de R$ 495,95. A segunda parcela virá em fevereiro, junto com o complementar de R$ 580,83 que passa a ser pago em dinheiro, no lugar da 14ª cesta-alimentação, como queriam os trabalhadores.

A assembleia contou com a participação de cerca de 60 funcionários da aérea comercial, que foram bancarizados no ano passado e passaram a ter direito ao programa próprio (neste caso, PPRCP, mas nos mesmos valores).

Dentre os principais avanços garantidos pela negociação conduzida pelo movimento sindical junto ao banco, está a valorização do piso dos programas próprios, que subiu para R$ 3.300.

“Conseguimos garantir a redução dos tetos do programa e isso permitiu elevar a quantia distribuída a todos os trabalhadores”, comemora o coordenador das Financeiras da Contraf-CUT, Jair Alves. “É com o Sindicato e os bancários juntos que avançamos e conquistamos direitos para a categoria. ”

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram