Sindicato paralisa agências do Santander em Vitória da Conquista

Na manhã de quarta-feira (31), o Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região paralisou o funcionamento das agências do Santander de Conquista. A manifestação teve como objetivo protestar contra medidas que prejudicam os trabalhadores e foram implementadas sem que houvesse sequer consulta os funcionários ou seus representantes sindicais. O ato acontece simultaneamente em diversas cidades do país.

Uma das determinações do banco é não promover mais homologações no sindicato. Isto significa que será dificultado o apoio jurídico aos trabalhadores demitidos, bem como a revisão da rescisão pelos diretores sindicais.

Recentemente, o banco implantou, sem negociação prévia, um sistema para forçar a assinatura em um Acordo Individual de Banco de Horas Semestral, o que é inconstitucional.

Também sem dialogar com os bancários e seus representantes, o Santander alterou o dia de pagamento dos salários, do dia 20 para o dia 30, e os meses de pagamento do 13º salário, antes março e novembro, agora passam a ser maio e dezembro.

“Nós exigimos do Santander uma mudança de postura imediata. O banco só tem aumentado as demandas, as cobranças e o horário de funcionamento das agências. O tempo que os funcionários possuíam para fazer as atividades operacionais diminuiu, estamos abrindo a agência uma hora mais cedo – o que resulta em mais atendimentos -, e temos menos funcionários, pois postos de trabalho foram fechados. Isso tudo resulta no esgotamento dos bancários e no adoecimento físico e mental. Por tudo isso, o banco não nos deixa escolha a não ser a mobilização em busca de melhores condições de trabalho”, afirma Wolney Soares, diretor de Aposentados e Assuntos Previdenciários do SEEB/VCR.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram