Relatório aponta falta de condições de trabalho em agências do Banpará

Ambientes alagados, com risco de incêndio, mofo, infiltrações e transbordamento de esgoto são alguns dos problemas constatados em seis agências do Banpará
Foto: Seeb/PA

O Sindicato dos Bancários do Pará enviou um ofício e um relatório à presidência do Banpará informando e cobrando providências para diversos problemas que inviabilizam o trabalho em cinco agências do Banpará no Pará. Alagamento pelas águas da chuva, mofo, infiltrações, transbordamento de esgoto e risco de incêndio são alguns dos problemas constatados. Após o envio do ofício, uma sexta unidade precisou ser incluída na lista por ter sido invadida pelas águas da chuva.

Em um texto publicado em seu site, o sindicato explica que, durante o inverno amazônico, quando as chuvas são intensas e diárias, há alagamentos diários de agências. Em uma delas, dois andares precisaram ser desativados.

No documento, o sindicato aponta ainda que os alagamentos constantes também causam o risco de incêndio, pois a água empoçada atinge as instalações elétricas. “O Banpará paga um dos aluguéis mensais mais caros da cidade de Santarém para abrigar uma agência de péssima qualidade e impregnada de riscos, tanto para a saúde dos trabalhadores, quanto para a imagem do banco”, afirma a entidade no ofício.

As agências com problemas são: Empresarial Santarém; Dom Eliseu; Ananindeua Castanheira; Capanema; e Bragança.

Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/PA

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram