Bancários de Catanduva vestem branco em defesa do Saúde Caixa

Vestidos de branco pelo Saúde Caixa, os diretores do Sindicato dos Bancários de Catanduva  realizaram atividade na manhã desta quarta-feira (20), na agência Catanduva, em defesa  da política de assistência médica da categoria, hoje ameaçada pelas medidas do governo Temer (MDB) e pela direção da Caixa Econômica Federal. 

A ação faz parte do Dia Nacional de Luta. A data foi definida pela Comissão Executiva de Empregados da Caixa (CEE/Caixa) no dia 5 de junho, quando também foi escolhido junho como o “mês do Saúde Caixa”. A atividade é parte da campanha “Saúde Caixa, eu defendo” e acontece em todo o país.  

Diretores dialogaram com os bancários, alertando sobre a importância do envolvimento de todos os usuários na defesa do plano de saúde, que sofre sérios ataques com as resoluções da CGPAR e a mudança no estatuto da Caixa, que reduz a participação do banco no custeio do plano de saúde.

Em julho de 2004, o atual modelo de custeio do Saúde Caixa foi implementado, após intenso debate com os trabalhadores. Desde então, a Caixa paga 70% das despesas assistenciais e aos usuários cabem os outros 30%. Esse modelo, que se mostrou sustentável e superavitário ao longo dos anos, pode mudar em breve.

Entre as mudanças previstas após o encerramento do Acordo Coletivo 2016/2018 estão:

– a Caixa passará a desembolsar no máximo 50% do total das despesas do plano (os empregados pagarão a diferença);
– a não admissão de novos usuários;
– os empregados desligados por aposentadoria não terão mais direito ao plano de saúde;
– pais e filhos acima de 24 anos também não terão direito;
– haverá carência e cobrança de franquia para determinados procedimentos.

O diretor do Sindicato Antônio Júlio Gonçalves Neto explica que as propostas do governo inviabilizam a manutenção do plano e prejudicam ainda mais os trabalhadores. Por isso, a importância da atividade para mostrar a união da categoria na defesa do Saúde Caixa.

 “Agora é hora de intensificarmos ainda mais nossa mobilização, com iniciativas que sensibilizem as pessoas para a importância dessa defesa. O ataque do governo não é apenas contra o plano de saúde dos empregados da Caixa. Trata-se de um projeto que visa desmontar o banco público e acabar com os direitos dos trabalhadores. Não vamos permitir mais um retrocesso. Juntos somos mais!”

A defesa do Saúde Caixa é uma das reivindicações da pauta específica dos empregados da Caixa na Campanha Nacional Unificada dos Bancários 2018.
 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram