Dia do Bancário é comemorado com mobilizações e homenagens

(São Paulo) Neste dia 28 de agosto, o Dia do Bancário será comemorado pela categoria com mobilizações em todo o país. É o Dia Nacional de Lutas, que ocorre dentro da Campanha Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro 2007.

Além disso, ocorre na sede nacional da CUT (rua Caetano Pinto, 575 – Brás – São Paulo), solenidade em comemoração dos 24 anos da entidade e do Dia do Bancário. A Contraf-CUT apresentará o vídeo “Por Dentro do Sistema”, documentário sobre o sistema financeiro nacional, suas principais mudanças e seus reflexos sobre os trabalhadores. Será lançado o concurso que escolherá a logomarca comemorativa dos 25 anos da central. Além disso, a CUT também lançará o livro “Nasce a CUT – embates na formação de uma central classista independente e de luta”, que conta a história da central, e do almanaque “50 Anos de Dieese”.

Para o presidente da CUT, Artur Henrique, o fato de o aniversário da CUT e o Dia dos Bancários ocorrerem no mesmo dia parece até mais que uma obra do acaso. “A nossa Central e a categoria bancária estão umbilicalmente ligadas, tendo ao longo desses 24 anos compartilhado convicções, esforços e lutas imensas em períodos muito difíceis e também em momentos de conquistas que muito nos orgulham”, sustenta o dirigente.

O presidente da Contraf, Vagner Freitas, concorda. “Nós tivemos um papel importante na criação da central, que tem um perfil classista que é o que defendemos,pois temos clareza de que precisamos construir a hegemonia dentro da sociedade junto com as outras categorias e para isso a central é um instrumento indispensável”, analisa.

Vitória
O Dia do Bancário começou a ser comemorado há 56 anos. Foi em 28 de agosto de 1951 que começou uma das mais longas e vitoriosas campanhas salariais da categoria. Os bancários reivindicavam um reajuste de 40%, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço. A contraproposta dos patrões, de 20% de aumento, foi considerada insuficiente e os bancários decidiram entrar em greve. Foram 69 dias de paralisação, até que, em 5 de novembro, a Justiça concedesse um reajuste de 31%, pondo fim à paralisação.

“O Dia do Bancário não é uma data oficial, criada artificialmente, mas uma conquista de uma categoria lutadora e organizada. Como ele recorda uma greve, nada mais correto do que comemorar com uma série de manifestações em todo o Brasil, marcando a Campanha Nacional 2007”, sustenta Vagner.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram