Contraf-CUT retoma negociações com as financeiras nesta quinta

A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam nesta quinta-feira (7) as negociações da campanha nacional dos financiários com a Fenacrefi, em São Paulo. Estarão em pauta os temas terceirização e metas.

Segundo o dirigente sindical Jair Alves, uma das principais reivindicações é que os promotores de crédito deixem de ser terceirizados e passem a financiários. “Esse enquadramento garantiria os mesmos direitos como reajuste de salário, PLR, entre outras conquistas”, explica.

Outra reivindicação é que as metas sejam factíveis, elaboradas com a participação dos trabalhadores, além de coletivas e não individuais.

Essa será a segunda rodada de negociação. A primeira ocorreu em 16 de julho, quando as financeiras negaram a maioria das reivindicações dos trabalhadores.

Outras reivindicações

A pauta também tem como pontos prioritários o reajuste de 11,38% (composto por 6,07% de reposição da inflação mais 5% de aumento real); abrangência e extensão do acordo para todo o país; a unificação da data base com a dos bancários, para 1º de setembro; o combate ao assédio moral e à violência organizacional; e a garantia de salário ao empregado com benefício indeferido ou alta médica previdenciária, mas sem condições de voltar ao trabalho.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram