Bancários do Vale do Paranhana fazem ato em defesa do BB

Na sexta-feira (19), o Sindicato dos Bancários do Vale do Paranhana distribuiu uma carta aberta aos clientes e funcionários das agências do Banco do Brasil de toda sua base sindical denunciando os impactos da (nova) reestruturação e da necessidade de resistir ao desmonte do BB. A atividade fez parte de um dia de luta nacional organizado pelo movimento sindical bancário.

O Banco do Brasil tem um importante papel como agente de financiamento para pequenas e médias empresas, além de ser o principal financiador da agricultura familiar e do agronegócio.

O governo atual, porém, tem desconsiderado tudo isso e vem promovendo um verdadeiro desmonte das empresas públicas brasileiras, em especial dos bancos públicos. Este desmonte atinge o Banco do Brasil e isso afeta diretamente clientes, funcionários e toda a sociedade.

Há cerca de um ano, o BB fechou mais de 500 agências e transformou outras 400 em postos de atendimento, cortou quase 10 mil funcionários sem repor um sequer, o que prejudicou terrivelmente o atendimento a todos os clientes. O desmonte do banco público também afeta a vida dos funcionários, pois centenas de cargos são cortados e muitos se veem obrigados a assumir funções com salários reduzidos, muitas vezes longe das suas casas e famílias.

Agora, no início de 2018, o banco anuncia uma nova reestruturação, com fechamento de várias unidades e corte de 1.200 caixas nas agências. O banco incentiva os funcionários a fazer a carreira e crescer na empresa, depois fecha setores sem garantir a recolocação dos funcionários e a manutenção dos salários.

“Diante desse cenário, não podemos ficar de braços cruzados olhando esse desmonte, necessitamos devolver ao Banco do Brasil o papel importantíssimo que sempre teve como o maior banco público do país”, disse o sindicato em um comunicado.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram