Bancários do BB paralisam serviços contra descomissionamento, em Campinas e Americana

Os funcionários do Banco do Brasil de quatro unidades, três em Campinas e uma em Americana, paralisaram os serviços na manhã desta quinta-feira (14), em protesto contra o descomissionamento por Gestão de Desempenho Profissional (GDP). Em Campinas, a paralisação atingiu a agência Estilo instalada na Unicamp, o Escritório Digital na agência Dr. Quirino e o prédio Bonfim (entre outros departamentos, PSO, Valores, Gecor e dois escritórios digitais), no período das 7h30 às 11h. Em Americana, a agência Estilo fechou entre 8h e 12h. Nas duas cidades, o atendimento ao público atrasou 1h. O protesto integrou o Dia Nacional de Luta contra os descomissionamentos.

Nas quatro unidades de trabalho instaladas na base do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região ocorreram descomissionamentos em desacordo com as regras estabelecidas. O Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), por exemplo, prevê três ciclos avaliatórios consecutivos de GDP com desempenhos insatisfatórios como requisito para descomissionar. Na prática, a avaliação 360º (superiores, subordinados, pares e autoavaliação), que inclui vários quesitos para compor a média, foi descartada pela diretoria do BB; prevalece apenas a análise do superior.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram