Bancários de Florianópolis realizam ato em defesa dos bancos públicos

Nesta quinta-feira, 6, bancários de Florianópolis realizaram ato no centro da cidade, com o objetivo de despertar na população a importância deles compreenderem a Campanha em Defesa dos Bancos Públicos ” Se é publico é para todos”.

Por orientação do Comando Nacional dos Bancários, sindicatos da categoria em todo o país realizaram manifestações em defesa dos bancos públicos nesta data. O Dia Nacional em Defesa dos Bancos Públicos foi um protesto contra ameaças proferidas por representantes das direções dos bancos e membros de governos, que têm a intenção de fragilizar as empresas e vender seus ativos.

Durante a atividade os bancários denunciaram e esclareceram que há uma ideologia de desmonte dos bancos públicos com prejuízo à população e aos trabalhadores bancários. Na Caixa, por exemplo, o governo passou os últimos dois anos preparando o fatiamento. Já tivemos PDVs, fechamento de agências e de setores inteiros. Com isso, o governo federal ataca a imagem da empresa, os bancários são pressionados a trabalhar mais, o nível de atendimento cai e fica aquela imagem de que banco público atende mal e por isso tem que ser vendido.

No Banco do Brasil, fechamento de agências pressão sobre os funcionários, denúncias de assédio moral, o fechamento de vários setores, as transferências sem negociação e, para piorar, planos de acabar com a Cassi, a Caixa de Assistência à Saúde dos bancários do Banco do Brasil. Quer dizer, desmontam o maior banco público do país, o volume de trabalho cresce e, se os bancários adoecem, encontram um plano de saúde precário.

A mesma metodologia de desmonte afetou o Banrisul. E foi acionada pelo governo do Estado do RS. Sartori chegou a vender ações do Banrisul em dois pregões na B3, A Bolsa de Valores de São Paulo, em abril. Essas operações chegaram a ser investigadas por órgãos de controles estaduais e federais, como a Polícia Federal, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Ministério Público do estado (MPE).

Os bancários ainda alertaram a população para o fato de que os bancos públicos desempenham uma função social que os bancos privados se negam a cumprir. O Brasil, apesar de contar com um sistema financeiro reconhecidamente desenvolvido e rentável, possui alto índice de exclusão da população em relação ao acesso aos serviços financeiros.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram