Bancários de Catanduva reforçam Dia Nacional de Luta por mais respeito aos empregados da Caixa

O Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região (SP) promoveu na manhã de terça-feira (15) uma ação pública nas agências da Caixa Econômica Federal do município para cobrar do governo Temer e da direção do banco mais respeito à população e aos empregados. Também foram realizados atos nas unidades de Monte Alto e Ibitinga.

A iniciativa integra o Dia Nacional de Luta da Caixa, realizado em todo o país, com o objetivo de mobilizar a sociedade e a categoria a protestar contra as ‘reformas’ que representam perdas para a classe trabalhadora e o desmonte promovido pelo governo Temer nas empresas públicas.

Na atividade, diretores do Sindicato distribuíram uma carta aberta à população, criticando e alertando sobre as ações implementadas pela atual direção do banco, como a ampliação do programa GDP (Gestão de Desempenho de Pessoas), a verticalização e a reestruturação, que ataca áreas responsáveis por programas sociais tão importantes para o desenvolvimento do país.

Também foi destacada a redução de postos de trabalho na instituição, que chegou a ter 101 mil empregados em 2014 e poderá ficar com menos de 90 mil após o Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário (PDVE), reaberto em 14 de julho pela empresa.

A iniciativa, orientada pela Comissão Executiva dos Empregados da Caixa, ocorre no dia em que a CEE terá nova rodada de negociação da mesa permanente, na qual irá reafirmar o posicionamento da categoria contra a reestruturação, em defesa da revogação do RH 037, que abre espaço para a contratação de bancários temporários, pela contratação de mais empregados e em defesa da Caixa 100% pública.

“Nosso protesto é contra as medidas que reduzem o tamanho do banco, diminuem empregos, prejudicam clientes e atacam o papel social da instituição”, disse o diretor do sindicato, Antônio Júlio Gonçalves Neto.

Tony ainda ressalta que a atual direção age em benefício próprio e em detrimento dos empregados e que o desmonte do banco faz parte de um projeto que visa acabar com as políticas públicas no país, por isso a mobilização de todos é fundamental. “Não vamos nos calar e assistir a tudo sem defender os trabalhadores. Queremos uma Caixa pública, fomentadora do desenvolvimento econômico e social, e que valorize seus trabalhadores”.

#CaixaRespeiteoEmpregado

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram