Bancários de Campo Grande (MS) reivindicam mais respeito aos empregados da Caixa em Dia Nacional de Luta

Bancários de todo o país realizaram, nesta terça-feira (15), o Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa Econômica Federal. Em Campo Grande, os dirigentes sindicais distribuíram material informativo para a população e destacaram a importância de uma Caixa 100% pública. Durante o ato, também foi oferecido um café da manhã aos clientes e bancários que estavam na agência da Barão do Rio Branco.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região, Edvaldo Barros, é importante salientar a importância da Caixa como instituição financeira pública para o povo brasileiro. “Hoje é um dia nacional de luta pela valorização de seus funcionários e também do papel social que esse banco exerce para toda a população. Estamos fazendo esse movimento na área central de Campo Grande e dialogando com os trabalhadores e com a população, conscientizando sobre esse papel social que a Caixa exerce junto à sociedade”, afirma.

Com o Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário (PDVE), reaberto em julho pelo banco, a Caixa, que chegou a ter 101 mil empregados em 2014, poderá ficar com menos de 90 mil, sobrecarregando os funcionários e prejudicando o atendimento à população. 

“Estamos cobrando da direção da Caixa que valorize seus funcionários. Essa reestruturação é um prejuízo para as condições de trabalho, que com certeza serão precarizados devido à redução do número de funcionários e agências que estarão disponíveis para executar os serviços, principalmente, porque a demanda da Caixa é muito grande”, finaliza Edvaldo.

“A luta é muito importante para a defesa de um banco totalmente público que está em risco com o desmonte e o programa de desligamento. Além dos funcionários, a população também é prejudicada, pois nenhum banco privado quer cumprir o lado social que a Caixa possui”, afirma o diretor do sindicato e funcionário da Caixa, Moisés Arguello.

No período da tarde, os diretores do SEEB-CG vão continuar percorrendo as agências para mobilizar e conscientizar clientes e trabalhadores.

Reivindicações
Ainda nesta terça-feira, os membros da CEE/Caixa terão nova rodada de negociação da mesa permanente, na qual vão reafirmar o posicionamento da categoria contra a reestruturação e a ampliação do programa de Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP), em defesa da revogação do RH 037, que abre espaço para a contratação de bancários temporários, pela contratação de mais empregados e em defesa da Caixa 100% pública.

#CaixaRespeiteoEmpregado

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram