Mulheres do Macrossetor de Serviços dizem porque discordam da reforma da previdência

Documento abre atividades que serão realizadas o mês de março

A coordenação de mulheres do macrossetor de serviços da Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou a “carta” de uma trabalhadora que expõe os motivos pelos elas são contra a proposta de reforma da Previdência do governo federal.


A carta representa a realidade de todas as mulheres do macrossetor de serviços. Um exemplo são os riscos que elas correm a proposta de Reforma da Previdência do atual governo, que prejudica as trabalhadoras em prol das classes mais privilegiadas, os ricos. “Como vamos conseguir contribuir por mais tempo para ter uma aposentadoria digna, se já está difícil cumprir o tempo agora?”, questionam as mulheres em um trecho da “carta”.

O documento também lembra ainda da alta rotatividade, dos menores salários pago às mulheres em relação aos homens que desempenhas as mesmas tarefas, da precarização do trabalho e da jornada de trabalho estendida, que precisam realizar nas empresas, em casa e nos cuidados com a família.

Leia abaixo a íntegra do documento, que também pode ser baixado em PDF.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram