Funcionários do BNDES denunciam tentativa de desmonte do banco

A Associação dos Funcionários do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (AFBNDES) realiza um ato nesta quarta-feira (19) para defender o banco e denunciar as medidas que reduzem a capacidade de o banco contribuir seu papel no desenvolvimento social e econômico do país.

O banco vem sendo forçado a antecipar a devolução de aportes do Tesouro Nacional que, por contrato, deveriam ser devolvidos em até 60 anos. Além disso, o deputado Samuel Moreira (PSDB/SP) propôs na quinta-feira (13), em seu relatório da PEC da reforma da Previdência, o fim da destinação para o banco dos 28% dos recursos arrecadados com o PIS/Confins.

Atividade acontece a partir das 11h, no auditório Arino Ramos Ferreira, na sede do BNDES, no Rio de Janeiro. Cinco ex-presidentes do banco (Paulo Rabello de Castro, Dyogo Oliveira, Mendonça de Barros, Luciano Coutinho e José Pio Borges) e representantes da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava), da Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) e do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) confirmaram presença.

Além das personalidades que confirmaram presença, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, e os ex-presidentes do BNDES André Franco Montoro, Andrea Calabi, Carlos Lessa, Demian Fiocca e Eleazar de Carvalho apoiam a iniciativa.

SERVIÇO:
Ato em defesa do BNDES
Quando:
amanhã, 19 de junho de 2019
Horário:
11h
Local:
auditório Arino Ramos Ferreira, na sede do Banco, no Rio de Janeiro (Av. Chile, 100, Rio de Janeiro)

Fonte: Contraf-CUT, com informações da Assessoria de Imprensa da AFBNDES

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram