Empregados da Caixa de agência explodida conquistam remuneração extra para o deslocamento

Garantia foi dada ao Sindicato dos Bancários de Piauí nesta terça-feira (7)
Foto da Reunião
Esquerda para Direita: Vice-Presidente Odaly Medeiros; Presidnete, Arimatéa Passos, e Superintendente Regional da Caixa no Piauí, Jhonatan de Melo Valença

O Sindicato dos Bancários de Piauí conquistou a remuneração extra aos empregados da agência da Caixa de Campo Maior (PI) para o deslocamento à unidade de Altos (PI). A garantia foi dada aos diretores do sindicato pelo superintendente Regional da Caixa no Piauí, Jhonatan Borges de Melo Valença, em reunião realizada nesta terça-feira (7), no prédio da Caixa, no Centro de Teresina (PI).

As agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal de Campo Maior, a 84 quilômetros de Teresina, foram assaltadas na madrugada de terça-feira da semana passada (30). “É bom lembrar que depois de Campo Maior, da entrada de Castelo para São Miguel, não tem mais agências bancárias e as pessoas já vinham para Campo Maior. Mais do que nunca os banqueiros têm que fazer esses bancos funcionarem na sua integralidade. É um momento de unir forças para tentar regularizar a situação no menor tempo possível, que voltem a trabalhar normalmente na cidade de Campo Maior”, afirmou Arimatea Passos, presidente do Sindicato.

Na semana passada mesmo, os diretores do Sindicato visitaram os funcionários das agências foram explodidas. Odaly Medeiros, diretor do sindicato, reforçou que é esse o papel do sindicato, ou seja, acompanhar as ocorrências de explosões de agências no Piauí que trazem grandes prejuízos para população, empresa e empregados. “O BB ficou num estado recuperável e acho que o banco tem como, num curto prazo, fazer com que aquela agência volte a atender a população. Mas quanto a Caixa, não, pois os danos foram grandes e tem até alguns empregados tirando algumas pendências, mas está um ambiente muito insalubre. Por isso, estivemos conversando com o superintendente Jhonatan colocando a real situação e buscando solucionar o problema dos empregados que estão em Campo Maior e sendo deslocados para outras unidades, como Altos e Piripiri, exatamente aonde esse fluxo de clientes vai em busca de atendimento”, relata o sindicalista.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram