Debate em Campos de Goytacazes ressalta necessidade de união dos trabalhadores

Evento realizado na sede do Sindicato dos Bancários local contou com a participação da presidenta da Contraf-CUT, do presidente da CUT-RJ e do coordenador geral da FUP

O Sindicato dos Bancários de Campos de Goytacazes e Região (RJ) realizou na terça-feira (12) um debate sobre a construção de uma pauta coletiva de lutas de enfrentamento ao desmonte de direitos dos trabalhadores e para se evitar que o projeto neoliberal do governo Bolsonaro continue aprofundando a crise econômica no país.

Realizado no auditório da sede social do sindicato, o evento contou com a presença da presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira e de representantes dos sindicatos dos bancários do Rio de Janeiro, Niterói, Baixada Fluminense e Teresópolis e de outras categorias.

“A presença da presidenta da Contraf-CUT e de representes de diversos sindicatos do estado mostra nossa unidade e fortalece nossa luta, que tem sido intensa nesses tempos de retrocesso que vivemos”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Bancários de Campos de Goytacazes, Rafanele Alves Pereira.

“Esta unidade é fundamental para defendermos os trabalhadores e o nosso país. O Brasil possui quase 30 milhões de desempregados, desalentados e trabalhadores que não conseguem sustentar suas famílias com o salário que recebem. O governo precisa atuar para gerar desenvolvimento e renda. Precisamos nos manter unidos para pressionar o governo a seguir nesta direção”, disse Juvandia.

Além da presidenta, a Contraf-CUT também estava representada por seu vice-presidente, Vinícius de Assumpção. O presidente da CUT/RJ, Sandro Cezar, e o coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, também participaram ao debate.

Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/Campos de Goytacazes

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram