Contraf-CUT cobra reajuste para aposentados da Secretaria da Fazenda

Secretaria precisa aplicar reajuste previsto na CCT 2018-2020 na complementação salarial paga aos funcionários do Banespa que trabalhavam cedidos à secretaria

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) se reuniu na terça-feira (22) com o deputado estadual Enio Tatto (PT-SP) para pedir a intermediação do parlamentar junto à Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

O objetivo é realizar uma audiência com o secretário da Fazenda Estadual, Henrique Meirelles, para tratar do reajuste sobre a complementação salarial recebida pelos funcionários aposentados do antigo Banco do Estado de São Paulo (Banespa), que trabalhavam cedidos àquela secretaria.

O deputado Enio Tatto redigiu e protocolou o ofício solicitando a audiência com a Secretaria da Fazenda na própria terça-feira.

“A Convenção Coletiva da Categoria, firmada em setembro de 2018 com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), tem validade de dois anos. Apesar de ter sido firmada em setembro de 2018, nossa CCT só foi registrada no Ministério do Trabalho em julho de 2019. Assim, somente a partir de agosto deste ano houve o reajuste da complementação dos banespianos que trabalhavam cedidos à Secretaria da Fazenda”, explicou o secretário de Assuntos Socioeconômicos da Contraf-CUT e dirigente da Associação dos Funcionários do Grupo Santander, Banespa, Bansprev e Cabesp (Afubesp), Mario Raia. “A secretaria precisa pagar os valores retroativos entre setembro de 2018 e julho de 2019”, completou.

Data-base setembro/2019

O dirigente da Contraf-CUT disse ainda que a secretaria precisa aplicar o reajuste de 4,31% na complementação salarial dos funcionários a partir de setembro (data-base da categoria). “Já enviamos ofício à secretaria com essa solicitação. Como ainda não foi aplicado o reajuste, procuramos o deputado para solicitar a audiência com o secretário da Fazenda para explicar a situação e cobrar o reajuste”, concluiu Maria Raia.

Além de Mario Raia, o também dirigente da Contraf-CUT e ex-deputado estadual, Luiz Claudio Marcolino, e a dirigente da Afubesp, Vera Moura, também participaram da reunião com o deputado Enio Tatto.

Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram