Completando 18 dias de greve dos bancários, Sintraf JF realiza ato em lembrança ao descaso dos banqueiros

Nesta sexta-feira (23), os bancários da Zona da Mata e Região paralisaram as atividades em 57 agências, dando continuidade ao movimento de greve que se arrasta por 18 dias. Encerrando as atividades da semana, o Sindicato dos Bancários (Sintraf JF) realizou a “Bananada dos Banqueiros”, uma referência à proposta insatisfatória oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e ao silêncio dos banqueiros.

A insatisfação da categoria com o descaso dos banqueiros só aumenta. A proposta apresentada pela Fenaban não contempla nem mesmo parte das reivindicações econômicas e muito menos sociais dos trabalhadores. O reajuste proposto até agora é de 7% no salário, na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3,3 mil. Ou seja, não cobre nem mesmo a inflação do período, já que o INPC de agosto fechou em 9,62%, e representa uma perda de 2,39% para cada bancário e bancária.

Bananada dos Banqueiros

O Sintraf JF realizou nesta sexta-feira (23), em frente à agência do Bradesco, no Calçadão da Rua Halfeld, a Bananada dos Banqueiros; um ato que lembra o descaso dos patrões com seus funcionários. Durante a manifestação foram distribuídos 40kg de banana para a população.

“A ‘banana’ representa a importância que os banqueiros dão aos trabalhadores, clientes e usuários do sistema financeiro. Hoje completamos o 18º dia de greve, não porque queremos, mas é a única maneira de lutar por nossos direitos. A greve é legítima. Queremos uma proposta satisfatória e respeitosa, mas os bancos continuam calados”, destaca o secretário geral do Sintraf JF, Carlos Alberto de Freitas (Nunes).

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram