Caravana da Fetec mobiliza categoria em Guarulhos

O Centro de Guarulhos amanheceu tomado pela Caravana da Federação dos Bancários do Estado de São Paulo (FETEC) neta sexta-feira, dia 13. Personagens representando o presidente ilegítimo Michel Temer, banqueiros, a CLT e Carteira de Trabalho e o bancários como defensores dos direitos da categoria, diretores do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região e de outras cidades do Estado e a bateria da escola 40 graus percorreram mais de 15 agências bancárias pela cidade.

A Caravana percorreu a avenida Salgado Filho, rua Felício Marcondes, avenida Capitão Gabriel, rua Sete de Setembro e foi encerrada no Bradesco da rua Luiz Gama. Durante as paradas, os personagens entravam nas agências e apresentavam de maneira lúdica a forma como os banqueiros atuam na tomada de decisões deste governo ilegítimo e em como apenas a luta garantirá a manutenção dos direitos da categoria. "Essa campanha não é igual as outras campanhas e não dá para  apostar apenas na força do Sindicato. Tem que participar de caminhada, tem que participar de assembleia, é isso que mudará a postura dos banqueiros na negociação. A categoria e a sociedade precisam fazer sua parte, caso contrário, não conquistaremos nada", explicou o presidente do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região, Luis Carlos dos Santos.

"As pessoas precisam se mobilizar e vir para as ruas. Eles estão acabando com o nosso emprego, privatizando as estatais, entregando nossas reservas e acabando com o país, precisamos nos unir e ir para a rua, não é uma luta apenas dos bancários", continuou Santos.

Caravana aconteceu um dia após segunda rodada de negociações – A mobilização da categoria mostra-se cada dia mais importante para a luta pela manutenção dos direitos. Após a segunda rodada de negociações entre os representantes dos bancários e a Fenaban, nesta quinta-feira, os bancos – mais uma vez – negaram-se a assinar a ultratividade e aceitou apenas o calendário de negociações proposto pelo Comando Nacional dos Bancários e comprometeram-se a apresentar uma proposta aos trabalhadores até o dia 1º de agosto.

A terceira rodada de negociações está prevista para o dia 19 de julho e discutirá o tema saúde e condições de trabalho.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram