1535 resultados Ver todos os resultados
1535 resultados Ver todos

Caixa suspende cobrança do consignado de empregados

Imagem ilustrativa

Banco atende reivindicações da representação dos trabalhadores, que cobra outras ações em auxílio às bancárias e bancários atingidos pelas enchentes do Rio Grande do Sul

A Caixa Econômica Federal divulgou um comunicado interno aos seus empregados do Rio Grande do Sul anunciando a possibilidade de suspensão, por quatro meses, da cobrança daqueles que têm parcelas de empréstimo consignado a pagar. Para quem optar pela suspensão das parcelas, os contratos terão extensão automática do prazo de pagamento, sem a incidência de juros ou multa.


“Essas quatro parcelas vão lá para o final do contrato, mas não se incorporam ao saldo devedor, porque, caso contrário, haveria incidência de juros. Além da pausa, também há a previsão de carência de seis meses para as novas contratações”, explicou a representante da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Rio Grande do Sul (Fetrafi-RS) na Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa, Sabrina Muniz.


Com esta medida, o banco atende a reivindicação das empregadas e empregados, repassada à Caixa pela representação sindical dos trabalhadores. “A pausa nos pagamentos é o mínimo que os empregados e empregadas necessitam para priorizar suas despesas em reconstrução, reparos e auxílios a familiares que também sofreram danos nesta tragédia anunciada”, ressaltou o diretor financeiro do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e secretário de Relações do Trabalho da CUT-RS, Tiago Vasconcellos Pedroso, ao informar que, há um mês, no dia 10 de maio, a Fetrafi-RS enviou um ofício à Caixa com esta e outras solicitações.


“Desde o início a gente fez muita pressão, mandamos ofício para o banco e, em todas as nossas reuniões com a superintendência da Caixa aqui no Rio Grande do Sul e com os representantes da matriz, estávamos pedindo que houvesse esta pausa”, disse Sabrina Muniz.


“A pausa na cobrança dos consignados já havia sido concedida aos funcionários da prefeitura de Porto Alegre, e somente ontem, um mês após nossa solicitação formal, o banco emitiu esse comunicado. Mas antes tarde do que nunca”, reforçou outro dirigente do SindBancários de Porto Alegre, Jailson Prodes.


Quem tem direito

A possibilidade de prorrogação das parcelas do crédito consignado estará à disposição das empregadas e empregados da Caixa residentes nas cidades afetadas pela calamidade que atingiram o estado do Rio Grande do Sul.


Para solicitar a suspensão das parcelas do empréstimo, as interessadas e interessados devem acessar o endereço: http://inovacao.operacoes.caixa/apps/atende/#/login, seguir o passo a passo: Novo Atende> Negócios > Manutenção de Operações Bancárias> Prorrogação por Calamidade Pública no Rio Grande do Sul, ou filtrando as categorias, digitar calamidade e na sequência digitar "calamidade"'.


“A Caixa informou que as solicitações realizadas até o dia 14, já serão consideradas na folha de pagamentos de junho”, disse Sabrina.


Outras solicitações


A representação das empregadas e empregados da Caixa segue cobrando do banco outras medidas para auxiliar as trabalhadoras e trabalhadores afetados pelas enchentes no Rio Grande do Sul.


“Inclusive, no 39º Conecef, aprovamos um conjunto de medidas específicas pra situações de calamidade, para gente poder negociar com a Caixa e termos uma garantia de atuação nestas situações tão tristes, difíceis e desafiadoras”, lembrou a dirigente da Fetrafi-RS.
 

Notícias Similares

Imagem ilustrativa

Santander muda bandeira de VA e VR e COE cobra que bancários não sejam prejudicados

O banco informou que a medida ocorreu devido à venda da empresa Ben, que pertencia ao grupo; A nova bandeira será a Pluxee

Imagem ilustrativa

Empregados cobram mesa de negociações sobre a Funcef

Contraf-CUT enviou ofício à Caixa reiterando pedido para que o banco e a administradora dos fundos negociem com a representação dos trabalhadores uma proposta que não gere prejuízos aos participantes

Imagem ilustrativa

COE Santander inicia negociações e reitera defesa dos direitos dos empregados

Um dos principais temas debatidos durante o encontro foi a questão do emprego

Imagem ilustrativa

COE BMB reivindica melhorias em metas e segurança dos PAAs

Representantes dos trabalhadores são contra a retirada de vigilância armada, por insegurança para funcionários e clientes

Imagem ilustrativa

Associados comemoram vitória na Câmara e planejam nova mobilização em live

A transmissão acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, nos canais do YouTube e do Facebook dos associados Previ

Imagem ilustrativa

Segunda reunião de negociação com o BNB aborda igualdade de oportunidades

Nova rodada de negociação acontece no próximo dia 26

Imagem ilustrativa

Fabiana Uehara questiona Caixa sobre leilão que pode favorecer o Flamengo

Representante dos empregados no Conselho de Administração do banco enviou ofício a Carlos Vieira solicitando informações sobre desapropriação de terreno de fundo administrado pelo banco

Imagem ilustrativa

Caixa: Empregados cobram respeito à jornada e pagamento de extras

Preocupação com denúncias envolvendo a Caixa Asset e reivindicação para que haja negociações em mesa sobre a Funcef também foram abordadas

Imagem ilustrativa

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

O tema será negociado no período. A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12)

Imagem ilustrativa

Contraf-CUT, Fenae e Apcefs denunciam retaliação a gerentes da Caixa

Empregados que se recusaram a dar aval a uma operação de compra de letras financeiras de alto risco; confira nota das entidades

Não há mais itens para carregar no momento