Bradesco espera fim da estabilidade pelo B91 para demitir bancário em Bandeirantes (PR)

Na ânsia de ampliar ainda mais o lucro fácil, o Bradesco demitiu na semana passada um funcionário da agência do município de Bandeirantes, localizada na base territorial do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio, três dias após ter expirado sua estabilidade no emprego por ter sido afastado para tratamento de doença relacionada ao trabalho, classificada no Benefício B91 do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Segundo Carlos Alberto Martins, diretor do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio, o bancário atuava no caixa e ainda está em tratamento de problemas psicológicos, mas mesmo assim o banco o dispensou.

“Essa é mais uma demonstração da ganância desmedida do Bradesco, que, parece, monitora seus funcionários e funcionárias o tempo todo em busca de algum motivo que possa ensejar a dispensa daqueles que passaram por afastamentos ou apresentarem algum motivo para ser descartados, não levando em conta seu estado de saúde ou condição de vida”, critica.

Martins afirma que essa política de pessoal tem levado muitos bancários e bancárias a pedir a conta em busca de um futuro melhor em outra empresa que valorize seu trabalho e trate com respeito seus empregados.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram