Bancários e demais categorias do macrossetor de serviços se unem contra a reforma da Previdência

Os bancários de todo o Brasil realizaram atividades, nesta quarta-feira (22), para marcar o Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência. A mobilização foi pensada pelas categorias que compõem o macrossetor de serviços da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A ação continua no sábado (25) com o Seminário do Macrossetor do Serviço Público – Desafios e Perspectivas para a Organização Sindical, que será realizado em São Paulo.

“A proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro representa um dos maiores e mais graves ataques aos direitos do povo mais pobre, das mulheres, dos idosos e das gerações futuras. Se aprovada, todo o sistema de seguridade social será desmontado, em prejuízo de toda a classe trabalhadora. É essa a verdade que temos que mostrar para a sociedade”, disse a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira.

O Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro realizou atividades de coleta de abaixo-assinado contra a reforma da previdência na Av. Rio Branco, Centro do Rio, com uma boa participação da sociedade nas assinaturas.

Em uma tenda instalada na Praça Sete, no centro de Belo Horizonte (MG), o Sindicato dos Bancários da cidade distribuiu uma cartilha informativa e orientou trabalhadores sobre os ataques ao direito de se aposentar.

em Pernambuco, os bancários foram para as ruas do Centro de Recife dialogar com a população sobre os impactos da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 006/2019.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram