Bancários do ABC fecham as três regionais do Santander da Região

O Sindicato dos Bancários do ABC fechou nesta quarta-feira, 20, as regionais de Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul do banco Santander em protesto contra os ataques que o banco espanhol vem fazendo contra seus funcionários. As regionais ficarão fechadas o dia todo.

“Nós do ABC estamos participando desse Dia Nacional de Luta dos Trabalhadores do Santander Contra a Retirada de Direitos pois o banco não respeita seus funcionários aplicando diversos pontos da reforma trabalhista e prejudicando cada vez mais os bancários”, disse Eric Nilson, secretário geral da Fetec-SP/CUT e funcionário do banco.

Sem consultar, nem negociar com os dirigentes sindicais, o banco Santander implantou um sistema para forçar os trabalhadores a assinarem um “Acordo Individual de Banco de Horas Semestral”. Além de ser inconstitucional, a medida mostra o total desrespeito do banco espanhol para com os trabalhadores e seus representantes sindicais.

Os trabalhadores questionaram a arbitrariedade do banco e solicitaram a imediata suspensão do sistema. O banco apenas confirmou a medida e disse que não haveria negociações sobre ela.

Os trabalhadores também sofrem com os aumentos abusivos do plano de saúde, que tem causado dificuldades para muitos deles bancarem os custos. Outro problema constante no banco é o grande número de demissões, muitas vezes em pleno tratamento de saúde.

“É muito importante a reação imediata dos trabalhadores do Santander pois se não reagirmos rápido o banco vai cortar mais direitos dos bancários após o fim do acordo aditivo e da convenção coletiva que têm validade até agosto”, finaliza Eric.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram