UNE elege novo presidente e reafirma sua luta contra o desmonte da educação

Estudantes organizam novo ato para o dia 13 de agosto contra a cobrança de mensalidades nas universidades
foto: KARLA BOUGHOFF/CUCA DA UNE

Foi eleito, neste domingo, durante o 57º Congresso da União Nacional dos Estudantes (Conune), o novo presidente da entidade para os próximos dois anos. Iago Montalvão, de 26 anos, é estudante da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP) e acredita na luta unificada para defender a democracia e barrar a retirada de direitos.

Nomeada como “Tsunami da Educação”, a chapa 6 foi a ganhadora com 4.053 votos (70,92%) dentre os 5.715 votos válidos. Outras cinco chapas também concorreram ao pleito.  De acordo com o presidente recém-eleito, uma das principais metas de sua gestão será a de tornar a educação uma pauta central de toda a sociedade, para lutar contra a retirada de direitos.

Montalvão também reafirmou seu posicionamento de unificação e protestou contra o projeto Future-se, anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que prevê a cobrança das mensalidades nas universidades. “Esse é o projeto que estava em curso ao anunciar os cortes de 30%, intervir na indicação dos reitores e na autonomia das universidades: o desmonte da gratuidade. Para nós, o projeto é um imenso retrocesso”, disse.

A posse da nova diretoria está prevista para ocorrer no dia 11 de agosto, dia do estudante e também data em que a UNE completa 82 anos de existência. No dia 13 de agosto, os estudantes vão realizar um grande ato em defesa da educação.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram