Tarifas bancárias sobem mais do que a inflação

O desconto das tarifas bancárias estão pesando mais no orçamento dos clientes. Nos últimos doze meses, algumas das taxas cobradas pelos bancos subiram acima da inflação. A tarifa média de emissão do cheque administrativo que custava R$ 19,36 no ano passado, subiu para R$ 33.32, alta de 72,1%, frente a uma inflação de 10,3% do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). O levantamento dos valores médios das tarifas bancárias é feito pelo Banco Central.

A segunda via do cartão de débito que custava R$ 7,02, em março de 2015, subiu para R$ 7,93, um aumento de 12,96%. O custo maior dos serviços bancários também pesou para os poupadores que fazem retiradas em instituições parceiras dos bancos. A tarifa do saque da poupança em correspondente bancário teve aumento de 14,71%, de R$ 2,65 para R$ 3,04. 

Os pacotes padronizados de serviços, que garantem uma quantidade mínima de serviços por um preço fixo mensal, também tiveram reajuste. Das quatro opções de pacotes permitidas pelo BC, duas tiveram reajuste acima da inflação.  O pacote do perfil 4, com mais serviços agregados, subiu de R$ 70,18 para R$ 78,25, alta de 11,49%. O pacote do perfil 2, o mais barato com fornecimento de folhas de cheques, teve reajuste de 12,03%, de R$ 35,38 para R$ 39,75.

O Banco Central informou que as tarifas variam de acordo com a  livre concorrência entre as instituições e que o levantamento dos valores médios é feito com informações fornecidas pelos próprios bancos.

Segundo a  Febraban (Federação Brasileira de Bancos), cada instituição financeira determina os preços de seus produtos acordo com sua estratégia comercial.  Em nota, a federação ressaltou que "os aumentos devem ser aplicados a períodos superiores a um ano e não inferior a um ano". Além disso, os bancos divulgam suas tabelas de tarifas para facilitar a livre escolha dos clientes, que podem comparar os preços e os tipos de serviços oferecidos.

As informações sobre as tarifas cobradas pelos bancos estão neste link, no site da Febraban. Entre os cinco maiores bancos do país, o pacote de tarifas do perfil 2 varia entre R$ R$ 15,65 e R$ 17,50. Caixa (R$ 15,65), Santander (R$ 16,10), Banco do Brasil (R$ 16,80), Bradesco (R$ 17) e Itaú Unibanco (R$ 17,50).

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram