Sindicato paralisa agência do Santander em Campina Grande (PB)

Em protesto a atitude desrespeitosa do Santander em demitir sem justificativa uma funcionária reintegrada, o Sindicato dos Bancários de Campina Grande paralisou por 24h, as atividades na agência da Rua Marquês do Herval, na terça-feira (26), em Campina Grande.

A bancária, Luciana Gonçalves Raposo, havia sido reintegrada há alguns meses. E mesmo tendo seu direito garantido, o banco ignorou a decisão da justiça e a demitiu.

“O Santander não pode passar por cima de uma decisão judicial. Não iremos aceitar calados os abusos cometidos pelos banqueiros, que tentam a todo custo retirar os direitos dos trabalhadores, que são os principais responsáveis pelos grandes lucros dessas instituições”, frisou Rostand Lucena, presidente do sindicato.

Ainda segundo o dirigente, o banco Santander no Brasil obteve o maior lucro líquido gerencial de sua história no 1º semestre de 2017, contabilizando R$ 4,615 bilhões. Um crescimento de 33,2%, em relação ao mesmo período de 2016. “Os dados reforçam que não há espaço para demissões”.

A assessoria jurídica do sindicato está tomando todas as providências cabíveis para solucionar o caso. A entidade continuará cobrando do banco dignidade e respeito no tratamento aos trabalhadores.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram