Sindicato paralisa agência do Bradesco por falta de pessoal

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região promoveu a paralisação da agência do Bradesco Filhos da Terra na Avenida Antonelo de Messina, zona norte de São Paulo, devido à falta de funcionários que prejudica o trabalho dos bancários na unidade. A pequena agência sofre com superlotação em dias mais movimentados, e os trabalhadores, com sobrecarga e pressão.

Segundo o dirigente sindical Marcos Amaral (Marquinhos), o Bradesco já vem contratando novos bancários, mas esta agência ainda não foi contemplada. Esta falta de profissionais, somada à pressão por metas, vem causando o adoecimento físico e psicológico dos trabalhadores.

“Já tínhamos comunicado ao banco que a situação está caótica, porque um funcionário acaba fazendo o serviço correspondente ao de pelo menos duas pessoas. Para normalizar o atendimento, seria necessária a contratação de pelo menos mais três funcionários, que é o que estamos cobrando”, explicou o dirigente.

Marcos lembra, que a sobrecarga de trabalho decorrente da falta de contratações afeta não apenas os empregados do banco, mas também os clientes, que pagam altas tarifas e têm que enfrentar filas e outros problemas de atendimento.

“Em dias de pico de movimento, os vigilantes chegam a ficar amontoados com os clientes. A unidade é tão pequena que nos dias mais movimentados o risco de acontecer algo ruim aumenta muito”, alertou.

O Sindicato irá lutar para que o quadro de funcionários seja adequado de acordo com a necessidade da agência, e para que as condições de trabalho sejam normalizadas. O Sindicato não poupará esforços até que o problema seja solucionado.

O Bradesco, por sua vez, se comprometeu a resolver o problema com urgência, inclusive promovendo uma funcionária para atuar no caixa – uma vez que há apenas uma pessoa na função.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram