Sindicato do Ceará reforça movimento de resistência contra a intransigência dos bancos

Bancários do Ceará realizaram, na tarde desta terça-feira (27), grande ato de resistência, no Centro de Fortaleza, como parte da mobilização nacional para forçar a banqueirada a apresentar avanços na proposta à categoria bancária, em greve desde o dia 6 de setembro.

O ato teve concentração na Praça do Ferreira e seguiu em passeata pelas ruas do Centro até a sede do Sindicato dos Bancários do Ceará (Rua 24 de Maio, Centro). Os bancários gritaram palavras de ordem e se mostraram dispostos a lutar pela garantia de direitos.

A categoria ocupou as principais ruas do Centro mostrando que os trabalhadores não se conformam com a proposta dos bancos que não condiz com os altos lucros do setor financeiro. Até agora, os banqueiros ofereceram apenas 7% de reajuste, índice inferior a inflação do período.

Diante do ameaçador cenário, a direção do Sindicato mostra que a classe trabalhadora está unida e não aceitará qualquer retirada de direitos duramente conquistados em anos de luta e enfrentamento. Neste 22º dia de greve, a categoria fechou 431 agências das 562 existentes no Estado, representando uma adesão de 77%.  

O Sindicato repudia toda e qualquer forma de retrocesso e conclama todos os trabalhadores, a categoria bancária, para fortalecer a luta em defesa de avanços na campanha salarial deste ano.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram