Seeb RJ reintegra, na justiça, mais duas bancárias

O Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro ganhou mais duas ações na Justiça, garantindo a reintegração de duas bancárias. Viviane Alves de Assis voltou ao posto de trabalho no banco Santander depois de ter sido demitida. Giselle Borges Longuinho Nunes voltou para o Bradesco após receber justa causa indevida e estar grávida. Adriana Nalesso e o diretor Wanderley Ferreira estavam presentes na reintegração da bancária. 
Apesar dos lucros recordes, os bancos insistem em demitir irregularmente. O banco espanhol lucrou mais de R$3 bilhões no terceiro trimestre deste ano.  No acumulado dos 9 primeiros meses do ano, o banco registra lucro líquido de R$ 8,831 bilhões, alta de 60,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já o Bradesco, a segunda maior instituição financeira privada do país, faturou no mesmo período R$5,471 bilhões, 13,7% a mais do que no terceiro trimestre de 2017.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram