Seeb/MT denuncia assédio moral no Bradesco

Nesta quinta-feira (03), a direção do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT) realizou Ato de Protesto em frente ao Bradesco, Agência Prainha, Centro de Cuiabá, capital de Mato Grosso.  Os bancários e bancárias reclamam sobre cobranças excessivas e enfrentam abuso de poder da gerência.

A abertura da agência foi postergada por uma hora para denunciar situações de humilhação e pressão psicológica que têm sido submetidos funcionários e funcionárias no dia a dia. Além de colocar faixa na porta do prédio, o Sindicato também cobrou uma atitude da superintendência regional do Bradesco. 

De acordo com a direção do Seeb/MT, outras denúncias já haviam sido registradas. “O banco já está ciente da situação. Já houve várias denúncias e reunião com a superintendência regional, mas nada mudou. São casos graves de assédio, ferindo a autoestima dos funcionários e a dignidade dos trabalhadores e as trabalhadoras, situações que podem levar até ao adoecimento”, afirma o presidente do Seeb/MT, Clodoaldo Barbosa.

 “Os trabalhadores que forem vítimas de assédio moral devem denunciar ao Sindicato. Não fiquem sofrendo sozinhos. Denuncie!”, completa o presidente do Seeb/MT.

Segundo o diretor do Seeb/MT e funcionário do Bradesco, José Maria Guerra, esse tipo de comportamento é inaceitável, pois o banco vem a cada ano aumentando os seus lucros, essas atitudes chegam a ser desumanas. “Qualquer abuso ou violação de direito dever ser imediatamente denunciado ao Sindicato para que possamos intervir e garantir os direitos dos bancários, inclusive, se necessário acionar a justiça”, afirmou José Maria Guerra.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram