Santander é acusado por negociação irregular de dólares

O banco Santander foi acusado de realizar negócios irregulares no mercado cambial. Por esse motivo, o banco terá de desembolsar R$ 3,3 milhões à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para encerrar processo administrativo sancionador (PAS).
De acordo com o processo, a instituição financeira operou com contratos de dólar futuro, que resultaram na transferência de R$ 6,6 milhões para o Banco Santander Central Hispano (Santander Madri), em 2015.
Foram realizadas seis operações para viabilizar a transferência dos recursos. O responsável pelas ordens de negociação era o executivo, Rogério Keiiti Endo. 
Mesmo com tentativas falhas do Santander de tentar reduzir o valor proposto para o pagamento da multa, o banco acabou aceitando a proposta do CVM. 
Além do banco, o Rogério Endo também teve de assinar um termo de compromisso e terá de pagar R$100 mil ao órgão.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram