Reportagem da TVT destaca a importância dos sindicatos na luta por direitos

Uma reportagem da TVT veiculada na terça-feira (18) mostra que os sindicatos foram fundamentais para a conquista de direitos como férias, 13º salário, licença-maternidade, vale-refeição e plano de saúde.

"Parte dos direitos dos trabalhadores conquistada na Constituição de 1988 foi obra e graça não do acaso, mas do acúmulo das lutas dos trabalhadores", afirmou Paulo Cayres, presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM-CUT), em entrevista à repórter Vanessa Nakasato, para o Seu Jornal, da TVT.

“Em 2017 se completam 100 anos da primeira Greve Geral no Brasil e também da primeira greve dos bancários”, lembrou Roberto von der Osten, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). “É importante que todos os trabalhadores vejam o vídeo da reportagem da TVT para que não fiquem com a má impressão difundida pela grande imprensa brasileira, que apoiou o golpe contra a democracia em 1964 e em 2016, e pelos demais defensores do atual projeto socioeconômico e político tocado pelo governo golpista de Michel Temer”, destacou o presidente da Contraf-CUT.

Atrás da “reforma”

Durante as discussões do projeto de reforma trabalhista do governo Temer, os sindicatos foram atacados por empresários e pela mídia tradicional, acusados de estarem interessados apenas na contribuição compulsória dos trabalhadores.

Muitos dos direitos que trabalhadores brasileiros desfrutam hoje foram conquistadas depois de muitas lutas e negociações conduzidas pelos sindicatos ao longo de décadas. “Empresários e seus capachos, tanto na imprensa quanto no Congresso Nacional, atacam os sindicatos porque sabem que eles têm legitimidade e força para impedir o total desmonte que eles querem aplicar contra os direitos dos trabalhadores. Vamos fazer de tudo para impedir! Lutamos no decorrer da história para conquistar os direitos e vamos continuar lutando para impedir sua retirada”, afirmou von der Osten.

Veja a reportagem da TVT.

Leia também:
     > CUT rejeita negociatas que visem manter imposto sindical

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram