Reestruturação das agências BNB de Picos e Parnaíba é tema de reunião com superintendente do BNB no Piauí

Os diretores do Sindicato dos Bancários do Piauí, Marcus Vinícius e Lusemir Carvalho, se reuniram na manhã de quarta-feira (16/05) com o superintendente do BNB no Piauí, Francisco Lopes, para tratar de problemas nas agências de Picos e Parnaíba, que passaram por processo de reestruturação; além de problemas recorrentes sobre o atendimento na agência Centro, devido a grande demanda para pouco pessoal, no setor dos Caixas.

A diretora do SEEBF-PI, Lusemir Carvalho, avalia como positiva a reunião, em que foram tratados assuntos importantes para os funcionários, onde foi questionado sobre a problemática nas agências de Picos e Parnaíba, que foram reestruturadas.

“Essa reestruturação foi feita sem ter pessoas para dar suporte e os problemas continuam. Se era para dar celeridade ao processo, a coisa não está fluindo e está prejudicando funcionários que estão saindo do trabalho às 23 horas, o que é humanamente impossível. O superintendente reconheceu que realmente há essa necessidade de pessoal e que, após o Fórum de Gestores que acontece na sexta-feira (18/05), ele irá visitar as agências que foram reestruturadas. Depois a gente vai voltar até essas agências para verificar se o problema foi resolvido”, explica Lusemir.

O superintende Francisco Lopes explica que no Fórum que acontece dia 18 de maio, reunindo todos os gerentes das 20 agências do BNB no Piauí, será abordada a questão, e logo após fará visita às agências de Picos e Parnaíba.

“Nesse deslocamento às agências do interior a gente faz reuniões com as equipes, levanta demandas e encaminha possíveis soluções para a Direção Geral. Nessas duas agências são mais específicas, porque foi implementado um novo modelo e a gente vai com o objetivo de avaliar o funcionamento para possíveis ajustes ou correções de rumos. Em todos os Fóruns de Gestores há o assunto sobre recursos humanos, distribuir as forças de trabalho, verificar o funcionamento das unidades”, informou o superintende Lopes.

O diretor do SEEBF-PI, Marcus Vinícius, comenta que na prática a reestruturação ainda não está funcionando como previsto pelo banco. “A reestruturação nessas duas agências não está atingindo sua finalidade, pelo contrário. Segundo os funcionários o modelo não funciona por falta pessoal. O Sindicato reforça mais uma vez que não é contra a reestruturação, desde que ela venha a melhor realmente o desempenho do banco, entretanto o que se está vendo na prática é aumentar o serviço na agência e poucas pessoas para operacionalizar”, diz Marcus.

Sobre a questão do atendimento, o diretor Marcus Vinícius denuncia que na segunda-feira (14/05), o último cliente saiu da agência às 19h, e os funcionários saem ainda mais tarde.

“Essa situação foi repassada para o superintendente. É intenção do Sindicato encaminhar, através da superintendência e da Direção Geral, uma solução que entendemos que seja o aumento da quantidade de pessoas na função de caixa executivo. Atualmente na agência Centro são três, defendemos a criação de mais uma vaga; e a criação de mais um guichê de caixa. Isso só ameniza, não resolve, entretanto pode ser o início de uma vontade da gestão do banco em resolver o problema”, afirmou Marcus Vinícius.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram