Reabertura do comércio aumenta o risco de contaminação em Conquista

Diretores do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região realizaram uma ronda nas agências bancárias

A semana iniciou caótica no centro de Vitória da Conquista. Após decreto do prefeito Herzem Gusmão, o comércio está funcionando em sistema de rodízio. Tal medida promoveu aglomerações nas ruas da cidade, principalmente nos bancos.

Para averiguar a situação, os diretores do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região realizaram uma ronda nas agências bancárias e constaram a grande quantidade de clientes nas portas, sem a mínima condição de garantir a distância mínima entre as pessoas.

A prefeitura da cidade, a partir deste decreto, promove uma ação que coloca em risco a vida de milhares de pessoas, principalmente a população de risco. O comércio aberto com placas de grandes promoções, convida a população a seguir como se nada estivesse acontecendo em nosso país. Vale destacar que a medida contraria as recomendações da Organização Mundial da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

Até a manhã desta segunda-feira (6), foram confirmados seis casos de Coronavírus na cidade. Quando mais se torna necessário conter a propagação do vírus, por meio do isolamento social, o prefeito segue na contramão da defesa da vida. “É inaceitável a decisão do prefeito. Enquanto, o Sindicato tem buscado garantir minimizar os riscos para categoria bancária e clientes, a gestão do município está incentivando a aglomeração de pessoas com a abertura do comércio. Em nosso estado já registramos a morte de um bancário em decorrência do Covid-19. E justamente agora que os casos começaram a ser registrados na cidade, o prefeito toma uma medida como essa. Não podemos aceitar que o lucro esteja acima da vida”, destaca Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram