Prefeitura de SP fecha Centro de Cidadania LGBTQIA+

O motivo de fechamento, de acordo com a prefeitura, é que existem duas unidades na mesma região
Divulgação

Sem justificativa plausível, a prefeitura de São Paulo fechou o Centro de Cidadania LGBTQIA+ da cidade. O prédio branco e cor de rosa, localizado em uma rua do bairro Consolação, no centro de São Paulo, há dois anos atendia o público LGBTQIA+ no apoio psicológico, jurídico e no combate à violência.  Fechado há um mês, a partir de novembro o centro deixará de existir, de acordo com a prefeitura.

O motivo de fechamento, de acordo com a prefeitura, é que existem duas unidades na mesma região. Também na região central, funciona um Centro de Referência de Diversidade, que, diferente da unidade da Consolação, oferece oficinas de teatro e cursos profissionalizantes para LGBTs e moradores de rua.

Segundo Adilson Barros, dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB) acaba com programas fundamentais aos direitos humanos. “O fechamento do Centro de Cidadania LGBTQIA+ é mais um desrespeito à diversidade e uma retirada de direitos humanos e sociais”, disse.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram