PE: Sindicato promove ações de combate ao assédio moral

Na quinta-feira (12), o Sindicato dos Bancários de Pernambuco visitou agências de bancos públicos e privados do bairro de Afogados, no Recife(PE), para tratar da sobrecarga de atividades e da precarização do atendimento ao público. Com metas abusivas a serem cumpridas e sem condições de trabalho, os bancários figuram como a categoria mais acometida por doenças ocupacionais no estado.

Na agência do Santander, a situação é alarmante. Apenas quatro funcionários se dividem entre o atendimento e o caixa, pois outros seis estão em licença médica. Durante o ato, a presidenta do sindicato, Suzineide Rodrigues, denunciou o lucro exorbitante de quase R$ 10 bilhões obtidos em 2017 pelo banco espanhol no Brasil com a exploração dos funcionários.

“Estamos aqui para denunciar a falta de condições de trabalho. O Santander desponta em primeiro lugar em ocorrência de adoecimentos decorrentes do ambiente de trabalho, seguido pelo Itaú e Caixa. Os bancos não contratam novos funcionários, apesar do grande volume de clientes. O resultado é sobrecarga de trabalho, bancários pressionados para venderem produtos que os clientes não querem e ocorrências de assédio moral”, afirmou Suzineide.

O ato foi realizado em seis agências da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Santander, Bradesco e Itaú. Neste último, o dirigente sindical Flávio Coelho ressaltou o desrespeito dos bancos à Convenção Coletiva de Trabalhos (CCT) da categoria ao tentar realizar homologações sem a necessária fiscalização do Sindicato. “Homologação segura, com garantia de direitos, só no sindicato. O Itaú é o banco campeão de demissões e por isso o atendimento está cada vez mais precarizado. Mas, o banco não deixa de cobrar juros e tarifas altíssimas dos clientes. Então, essa luta é dos bancários e dos usuários do sistema financeiro”, concluiu.

Durante a atividade, a direção ainda tratou sobre a antecipação da Campanha Nacional 2018; sobre os ataques do governo federal à Previ no BB; e sobre a implementação do Bônus Caixa de forma discriminatória.

Os atos contra o assédio moral continuarão sendo realizados neste mês em alusão ao Abril Verde – mês de conscientização sobre a saúde no trabalho.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram