Paralisação aumenta e greve em Teresópolis atinge 100% das agências

Até o momento Fenaban não apresentou proposta justa aos bancários

Com total descaso dos bancos e sem uma proposta decente, que contemple reposição da inflação e aumento real, a greve dos bancários em todo o Brasil ganha grande dimensão. Em Teresópolis, no Rio de Janeiro, 100% das agências, entre bancos públicos e privados, estão com as atividades paralisadas, representando um total de 15 locais de trabalho que aderiram à greve.

Até o momento a Fenaban não se dispôs a apresentar nenhuma proposta justa para os trabalhadores. O setor que mais lucra no país ofereceu reajuste irrisório de 5,5%, o que representa perda de 4% diante da inflação, e um abono de R$ 2,5 mil que nem é este valor mesmo já que sobre ele incide imposto de renda e INSS. E é pago uma vez só, ou seja, não tem efeito nos cálculos do FGTS, 13º salário ou da aposentadoria.

Entre as reivindicações dos bancários estão: reajuste salarial de 16%. (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real); PLR: 3 salários mais R$7.246,82 e Pisode R$3.299,66 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último), ou seja bem diferente da proposta desrespeitosa da Fenaban.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram