Parada do Orgulho LGBT+ celebra 50 anos da Revolta de Stone Wall

Episódio marcou a luta contra a homofobia no mundo

A comunidade LGBT+ celebra, neste mês de junho, os 50 anos da Revolta de Stone Wall. No dia 28 de junho de 1969, os frequentadores do bar gay Stone Wall Inn, em Nova York, nos Estados Unidos, foram atacados por policiais. A partir de então, um grande movimento contra a homofobia começou a tomar às ruas do país e ganhou força em todo o mundo. Tamanha foi a sua proporção, que, na mesma data, também passou a ser comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBT+. A revolta de Stone Wall será o tema da 23ª Parada do Orgulho LGBT, que acontece neste domingo (23), em São Paulo.

A presidente da ONG organizadora do evento, APOGLBT SP, Claudia Regina, explica o motivo da escolha do tema deste ano. “A revolta de Stone Wall é um marco importante na luta dos direitos LGBTs no mundo todo. Ela nos mostra que, independente do governo ou qualquer ameaça que enfrentamos diariamente na rua, dentro de casa ou em qualquer lugar, precisamos ser fortes, resistir e sermos nós mesmos, vivendo e lutando por nosso amor que não difere em nada do amor de outras pessoas. Lembrar de Stone Wall é lembrar de nossas conquistas e do nosso orgulho de ser LGBT+”, afirmou.

Para Adilson Barros, dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), no momento atual do Brasil, a Parada do Orgulho LGBT se torna ainda mais significativa. “Além de celebrar o amor e todas as nossas conquistas, nos posicionamos contra o governo, que já se declarou contra o relacionamento homoafetivo. A nossa luta por igualdade de oportunidades e contra o preconceito vai continuar e não vamos desistir dos nossos direitos”, concluiu Adilson Barros.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram