No 31º dia de greve, bancários cearenses destacaram a defesa dos bancos públicos

Os bancários cearenses realizaram na manhã desta quinta-feira, 6/10, duas manifestações em defesa dos bancos públicos. Os dois atos fizeram parte da semana de mobilizações da greve da categoria que chegou hoje aos 31 dias de paralisação.

Durante as mobilizações foram realizados abraços simbólicos ao Banco do Brasil, na Praça do Carmo, e ao Edifício Sede da Caixa Econômica Federal, no Centro de Fortaleza, como forma de evidenciar a importância da defesa dos bancos públicos.

“Queremos mostrar à sociedade a importância dos bancos públicos para o povo brasileiro, para o desenvolvimento social e da economia brasileira, da atividade produtiva e geradora de emprego no Brasil. É fundamental que essas instituições permaneçam exercendo seu verdadeiro papel social junto à população”, destacou o diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e presidente da APCEF/CE, Áureo Júnior, enfatizando ainda a necessidade de se manter a Caixa 100% Pública.

O presidente da Associação dos Gestores da Caixa (AGCEF) e representante da Federação das Associações dos Gestores da Caixa (Fenag), Mairton Neves, destacou o engajamento fervoroso que os gestores da Caixa tiveram no apoio ao ato desta quinta. “O cenário atual não está nada fácil para os trabalhadores e mais do que nunca precisaremos nos unir e passar a agir efetivamente em defesa dos nossos direitos”, disse.

Durante todo o 31º dia de greve, a categoria cearense manteve a mobilização e paralisou 432 agências das 562 existentes no Estado, totalizando 77% de adesão.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram