Manifestantes ocuparam a avenida Paulista em protesto contra reformas de Temer e em apoio a Lula

Milhares de manifestantes ocuparam a Avenida Paulista, em frente ao Masp, em São Paulo para criticar a agenda de reformas do governo de Michel Temer (PMDB) e defender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pelo juiz Sérgio Moro no âmbito da Operação Lava Jato relativo ao processo envolvendo o tríplex do Guarujá, no litoral paulista.

Jovens e idosos, integrantes da população LGBT, negros, ativistas de movimentos de moradia e de sindicatos fizeram uma verdadeira festa na Paulista com batuques e bandeirões. No maior deles lia-se: “Eleição sem Lula é fraude”.

O presidente da CUT, Vagner Freitas, destacou que o ato era contra todas as expressões do golpe. "A resposta que temos a dar é o fora Temer, o fora Maia, diretas já e Lula presidente. O Lula é a cara do povo trabalhador, das mulheres, dos estudantes, que não querem que o país seja só para alguns", afirmou. Freitas disse ainda que os sindicatos e movimentos sociais vão articular uma nova ida a Curitiba, durante o depoimento de Lula marcado para setembro.

Mais informações na Rede Brasil Atual.

Leia também:
     > Bancários de todo o Brasil se reúnem em defesa da democracia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram