Lucro do Banestes cresce 13,2% no primeiro semestre

O Lucro Líquido Ajustado do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) chegou a R$ 86 milhões no 1º semestre de 2018, crescimento de 13,2% na comparação com o primeiro semestre de 2017, segundo análise do Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômicos (Dieese). A rentabilidade (Retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio – ROE) do banco foi de 12,4%, queda de 0,2 pontos percentuais.

A receita com prestação de serviços e a renda das tarifas bancárias cresceram 10,4% no período, totalizando R$ 159 milhões. Por sua vez, as despesas de pessoal caíram 2,8%, atingindo cerca de R$ 176 milhões. Assim, a cobertura dessas despesas pelas receitas secundárias do banco foi de 89,32%.

O banco encerrou o 1º semestre de 2018 com 2.383 empregados, fechando 99 postos de trabalho em relação a 30 de junho de 2017. O número de agências se reduziu em 6 unidades, mas, 65 outros postos de atendimento foram abertos no período, perfazendo um total de 125 agências e uma rede de atendimento com 849 pontos.

A Carteira de Crédito Ampliada do banco apresentou alta de 10,6% em doze meses, atingindo R$ 5,7 bilhões. Os destaques da carteira no período foram empréstimos (10,9%) e financiamento imobiliário (15%). A carteira comercial atingiu R$ 4,0 bilhões, com elevação de 7,1%. Desse total, 60% pertencem ao segmento pessoa física e 40% pessoa jurídica, sendo 80% desta última voltada para pequenas e médias empresas, enquanto 20% dos recursos estão alocados no segmento de grandes empresas. O Índice de Inadimplência superior a 90 dias apresentou queda de 0,4 pontos percentuais no período, ficando em 2,6%. As despesas com PDD foram reduzidas em 6,7%, totalizando R$ 69 milhões.

Veja abaixo a tabela resumo do balanço do Banestes. Para ler a íntegra da análise do Dieese, clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram