Lucro da BTG Pactual cresce 6% no 2º trimestre, para R$ 1,023 bilhão

O BTG Pactual anunciou nesta quarta-feira(5)um lucro líquido de R$ 1,023 bilhão no segundo trimestre, com expansão de 6% em um ano. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, foi observado aumento de 20%.

“Apresentamos resultados sólidos para os nossos acionistas ao alcançar níveis recordes de receita e o maior lucro líquido trimestral desde que nos tornamos uma empresa de capital aberto. Nossa plataforma tem base de receitas diversificadas, foco no cliente e significativa base de receitas de prestação de serviços que, combinada aos retornos da alocação de nosso capital proprietário, tem provado ser resiliente e lucrativa”, destaca, em nota enviada à imprensa, o presidente do banco, André Esteves.

De abril a junho, o patrimônio líquido do BTG foi a R$ 19,8 bilhões, aumento de 13% em um ano. Ante o primeiro trimestre a expansão foi de 3%.

O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) alcançou 21% no segundo trimestre, informou a instituição financeira. No mesmo intervalo do ano passado foi de 22,4% e no primeiro trimestre deste ano ficou em 18%.

O índice de Basileia do BTG Pactual, que mede o quanto o banco pode emprestar sem comprometer o seu capital, foi a 16,9%. No segundo trimestre de 2014 estava em 16% e nos três primeiros meses do ano ficou em 16,7%. O mínimo exigido pelo Banco Central é de 11%.
O BTG Pactual encerrou junho com R$ 209 bilhões em ativos totais, queda de 6,7% em relação ao primeiro trimestre do ano. Ante o mesmo período do ano passado a expansão foi de 8,6%.

As receitas totais do banco atingiram R$ 2,05 bilhões de abril a junho, crescimento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado. Se comparado com os três meses imediatamente anteriores, foi identificada expansão de 4%.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram