Lançada campanha em defesa do Banestes público e estadual

Balões rosas e azuis coloriram o céu do Centro de Vitória nesta terça-feira (14) e marcaram o lançamento da campanha em defesa do Banestes público e estadual. Bancários e bancárias participaram do ato e mostraram garra e disposição para enfrentar qualquer ataque ao banco dos capixabas. Com o tema “Esse banco é da nossa conta”, a campanha ganhará as cidades do interior do Estado.

Com mais de 800 postos de atendimento, o Banestes é o único banco presente nos 78 municípios capixabas, sendo 19 deles atendidos apenas por ele. Ao todo, são 2.525 bancários e bancárias empregados pelo banco, que receberão todo o material da campanha em defesa do Banestes. “É preciso a união de todos para garantir a continuidade do Banestes público e estadual”, como defende o coordenador geral do Sindibancários/ES, Jonas Freire.

 “Vamos visitar todas as agências do Estado e conversar com todos os trabalhadores e trabalhadoras. Juntos, vamos enfrentar as ameaças contra o Banestes e reafirmar que esse patrimônio é público, é do Estado, é do povo. O Banestes tem mais de 80 anos de história e é o banco com maior credibilidade financeira do Espírito Santo. E quem constrói essa credibilidade somos nós, trabalhadores do Banestes, que temos respeito pelo que é público, amor pelo que fazemos e também prestamos um serviço de qualidade. Vamos lutar pela importância que o Banestes tem para a sociedade capixaba. Mas só vamos resistir se cada um de nós fizer a sua parte, se estivermos juntos, unidos e com coragem”, afirmou o coordenador do Sindicato.

Bancário do Banestes há 26 anos, Ronald Martins de Freitas participou do lançamento da campanha. Para ele, o banco é imprescindível para o desenvolvimento do Estado. “O Banestes já passou por uma transformação grande, se profissionalizou e está consolidado no mercado. Não faz sentido vender o banco. Além disso, sabemos que os recursos que o banco capta no mercado investe aqui no Estado, diferente de outros bancos que levam todo lucro para outros estados. Então, quero um Banestes cada vez mais forte e público, atuando e investindo no mercado capixaba”, frisou.

Como acionista majoritário do Banestes, o Governo do Espírito Santo fica com 92,37% dos dividendos distribuídos aos acionistas. Em 2016, esse valor chegou a R$ 53,25 milhões, como destacou o bancário Ricardo Gobbi, funcionário do Banestes há 33 anos. “Antes de ser empregado do banco, sou cidadão capixaba e defendo o Banestes pois ele é um instrumento fundamental para a política econômica e de desenvolvimento do Espírito Santo. O uso adequado do banco proporciona a injeção de recursos na agricultura familiar e em outros segmentos da economia, promovendo o desenvolvimento no nosso Estado, que foi destaque no Brasil inteiro. Além disso, o Banestes é altamente lucrativo e vai devolver ao Espírito Santo mais de R$ 50 milhões, que serão usados em benefício da sociedade. Por isso, é imprescindível defender o Banestes enquanto instituição pública a serviço do povo”, destacou.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram