Justiça proíbe abertura de agências da Caixa aos sábados em Feira de Santana

Justiça do Trabalho, por meio de uma liminar expedida na segunda-feira (6), proibiu as agências da Caixa Econômica Federal de Feira de Santana abrirem aos sábados para fazer o pagamento e tirar dúvidas sobre contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).  

O pedido de tutela provisória movida pelo Sindicato dos Bancários de Feira de Santana, por meio de uma ação civil coletiva, solicitou que a Caixa se abstenha de exigir dos funcionários o trabalho aos sábados, mais precisamente nos dias 11 de março, 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho, em qualquer horário.A ação cabe recurso.

 O diretor de Comunicação do Sindicato Edmilson cerqueira, explicou que existe um artigo na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), desde 1962, que dá o direito aos bancários de não trabalharem aos sábados e domingos. “A caixa reduz o horário de atendimento e depois quer abrir aos sábados. Essa determinação foi uma afronta à categoria e uma afronta à CLT. Pelo menos em Feira de Santana, até o momento, a justiça proíbe. Queremos deixar claro que não somos contra o pagamento do FGTS inativo, nós somos contra a Caixa Econômica em não chamar os concursados, reduziu o horário de atendimento ao público, criou PDVE para diminuir cerca de 10(dez) mil funcionários para continuar  maltratando o povo e nesse “governo” quis inclusive desrespeitar a CLT”, declarou.

O juiz Geovane Batista determinou uma multa diária de R$ 5 mil, em caso de descumprimento, referente a cada bancário que trabalhar aos sábados. Até o fechamento desta matéria, a Caixa Econômica informou que não foi notificada da ação.

A todos os Bancários e Bancárias

Os bancos vêm tentando abrir as agências aos sábados e domingos alegando "força maior" e com a piada de que é para a população ser melhor atendida.

Que contradição!!

Na pratica, os Bancos vêm fechando agências, reduzindo o horário para atendimento ao público e demitindo os funcionários, tornando um inferno a vida dos clientes e bancários.

Sendo assim o Sindicato dos Bancários de Feira de Santana acionou seu competente e dedicado departamento jurídico que impetrou ação na justiça e conseguiu liminar proibindo o banco de promover mais essa  arbitrariedade, garantindo aos bancários o direito de usufruir do seu final de semana com família e amigos.

Essa é mais uma vitória de um sindicato incansável na defesa do direito do Trabalhador Bancário que  vem adoecendo a cada ano devido ao estresse, a LER e ao assédio moral decorrente da  cobrança  para o cumprimento de metas.

O trabalhador bancário tem jornada de 30 horas semanais devido ao trabalho estressante que desenvolve.

Se o banco quer realmente atender melhor, que pare com as demissões, amplie o tempo de atendimento e chame os concursados.

Sempre estaremos na defesa dos direitos trabalhistas do nosso associado.

 

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram