Justiça nega pedido de prisão contra a presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco

A Justiça do Trabalho negou pedido de prisão da presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues. O pedido foi feito pela OAB-PE (Ordem dos Advogados – Seccional Pernambuco) e mereceu repúdio de centenas de entidades do movimento sindical e social no Brasil inteiro. Em seu despacho de 2 de outubro, a juíza Mariana de Carvalho Milet considerou o pedido de prisão "medida excepcional e extrema" e que não se adequa ao tratamento jurídico que deve ser dado à greve dos Bancários. 

"Por se tratar de ato restritivo de liberdade, o mesmo se afigura como medida excepcional e extrema, quando nenhum dos meios de coerção existentes no ordenamento jurídico para o cumprimento da ordem judicial forem suficientes", diz o despacho da juíza. Ela também considerou que a presidenta do Sindicato não poderia ser presa, como queria a liminar da OAB-PE, por "se trata da primeira vez em que este juízo é instado a se manifestar acerca do descumprimento da medida judicial em apreço".

Hoje (03) à noite os Bancários de Pernambuco fazem assembleia onde irão receber o apoio dos movimentos social e sindical à greve que condenam a ação da OAB-PE. Também será ponto de pauta a organização do movimento que deve continuar durante esta semana inteira.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram