Jundiaí: Liminar impede BB de cortar gratificação de função

O Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região entrou com pedido de liminar para garantir que os funcionários que recebem ou receberam gratificação por mais de 10 anos não tenham esse benefício suprimido.

A juíza Patrícia Maeda, da 4ª Vara Trabalhista, deferiu a liminar, determinando que o Banco mantenha o pagamento da gratificação/comissão e se abstenha de realizar qualquer redução salarial.

Paulo Malerba, funcionário do BB e diretor do sindicato diz que o banco não pode, de uma hora para outra, retirar o cargo, prejudicando pessoalmente o trabalhador. “Com essa liminar, a Justiça reconhece o que temos defendido sobre a importância de assegurar a remuneração dos funcionários”, afirma.

O diretor Silvio Rodrigues ressalta que os associados do sindicato contam não somente com a luta, que é nacional, pela garantia e ampliação de direitos, mas também com a assistência jurídica do sindicato. “Nosso objetivo é fazer com que o banco cumpra tudo que está garantido em nossa Convenção Coletiva e também o que já é exigido por lei”.

O banco pode recorrer da decisão.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram