Itaú: Protestos afetam centrais de atendimento

Bancários de todo o país realizam nesta quinta-feira (1/2) protestos e paralisações em agências do banco Itaú contra medidas que prejudicam os trabalhadores implementadas pelo banco. Os protestos afetaram as centrais de atendimento do banco, que precisou acionar o sistema de resposta automática informando a indisponibilidade no atendimento.

O banco enviou um comunicado eletrônico aos gerentes informando do ocorrido.

“Lamentamos os transtornos causados aos clientes, mas essa é a forma que temos de mostrar para o banco que não aceitaremos redução de nossos direitos”, afirmou Jair Alves, coordenador da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú.

O banco informou que as homologações não serão mais feitas nos sindicatos, o que deixa o trabalhador sem a assistência jurídica e sindical para a conferência dos valores a serem pagos pelo banco. Em dezembro, o Itaú havia tentado promover alterações com relação à definição da data e período de férias, que deveriam ser estipuladas de acordo com novas regras que seriam definidas pelos departamentos Jurídico e de RH, levando em conta mudanças da nova lei trabalhista.

“Conseguimos reverter a decisão sobre as férias. Agora, vamos nos manter mobilizados para impedir mais esse ataque contra nossos direitos”, ressaltou o dirigente sindical.

Leia também:
     > Itaú: Bancários de todo o Brasil protestam contra implantação da reforma trabalhista
     > Veja galeria de fotos das atividades
     > Mais notícias do Itaú

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram