Governo Bolsonaro já liberou 169 agrotóxicos

Ministério da Agricultura alega que objetivo é baratear o preço dos defensivos para diminuir custos de produção

O Ato 42, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicado na segunda-feira (24) do Diário Oficial da União, libera o uso de mais 42 agrotóxicos no país. Somente em 2019, a lista de agrotóxicos liberados chega a 169.

Em nota, o Mapa alega que o objetivo da liberação de produtos genéricos é baratear o preço dos agrotóxicos, o que faria cair o custo de produção e, por consequência, os preços dos alimentos para o consumidor.

Em sua justificativa, o Mapa diz ainda que apenas um produto traz um ingrediente ativo novo, os demais são produtos genéricos que já estavam presentes em outros produtos existentes no mercado.

A Carta Capital informou em seu site que a escalada do veneno segue tendência no país. Segundo o Ministério, em 2018, batemos recorde: o Brasil abriu a entrada de 450 agroquímicos. Em 2017, foram 405; no ano anterior, 277.

Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram