Goleiro do Tigres muda aparência em protesto contra homofobia

Após jogo, o atleta publicou uma mensagem nas redes sociais explicando sobre o ato

A comunidade LGBT enfrenta todos os dias situações de discriminação. No mundo do futebol essa realidade não é diferente, porém, a atitude do goleiro do time Tigres, do México, mostrou que a homofobia não é aceitável. Nahuel Guzmán, deu um chute no preconceito ao mudar totalmente a sua aparência e pintar o cabelo das cores do arco-íris.

O atleta, que foi reserva da seleção argentina na Copa do Mundo de 2018, estreou o visual na partida contra o Atlético de San Luis, no sábado (11). Após o empate em 0 a 0, o goleiro publicou uma mensagem nas redes sociais em que questiona o fato de casos de homofobia ainda ocorrerem na sociedade.

“Ano 2020 no Planeta Terra. Os casos de discriminação por homofobia seguem presentes em nossa sociedade e o futebol não é exceção. Entender nossa enorme diversidade social e avançar nos direitos pela inclusão é compromisso de todos”, afirmou.

Para Adilson Barros, diretor da Contraf-CUT, a iniciativa deve ser aplaudida de pé, ainda mais quando se trata de um atleta do futebol. “Infelizmente o mundo futebolista é na sua maioria de homens e com iniciativas, algumas exceções, que não debatem profundamente a defesa da diversidade no futebol”, disse. “Precisamos de mais celebridades como do jogador Nahuel para barrar a homofobia no futebol e colaborar para o avanço de uma sociedade sem preconceito e com igualdade de direitos e condições”, concluiu Adilson Barros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram