Financiários vão reivindicar 13,6% de reajuste na campanha nacional 2015

A Contraf-CUT realizou última terça-feira (2) , a primeira reunião nacional para organização da Campanha Nacional dos Financiários 2015. Participaram do encontro, representantes da Fetec Paraná, Fetraf Minas Gerais, Feeb Rio de Janeiro e Espírito Santo, Fetec Nordeste e Fetec Centro Norte.

Com database em 1º de junho na maioria dos estados, ficou pré-definido que os financiários reivindicarão reajuste de 8,16% e aumento real de 5%, totalizando 13,6%.

“As financeiras têm plenas condições de atender às reivindicações de seus funcionários, tanto econômicas como de condições de trabalho e sociais” destaca Carlindo Dias, o “Abelha”, secretário de Organização do Ramo Financeiro, da Contraf-CUT.

Em termos de remuneração, os financiários reivindicam ainda melhorias na PLR adicional, conquistada na campanha nacional do ano passado e na questão da terceirização, a incorporação dos promotores à categoria.

Foram aprovadas as seguintes cláusulas como sendo prioritárias para a negociação: Artigo 1º – Abrangência e extensão; Artigo 2º – Unificação da data-base; Artigo 3º – Reajuste Salarial; Artigo 8º – Fim das Metas Abusivas; Artigo 11 – Participação nos Lucros; Artigo 46 – Terceirização; Artigo 47 – Correspondente Bancário; Artigo 65 – Assédio Moral/Violência Organizacional; Artigo 93 – Comissão Paritária de Controle das Condições de Saúde.

O texto da minuta está sendo encaminhado a todas as entidades para discussão e aprovação em assembleias, que devem ser realizadas até 16 de junho. A Contraf-CUT atualizará a minuta de reivindicações da categoria após os debates com os sindicatos e as federações para que seja posteriormente entregue à Fenacrefi.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram