Fetec PR protocola denúncia ao MP e aguarda providências contra o HSBC

(Curitiba) A Fetec-CUT-PR (Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná) protocolou na tarde de hoje (20) junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) denúncias de cárcere privado de trabalhadores bancários no HSBC da Av. Kennedy, em Curitiba.

O encaminhamento foi feito pelos trabalhadores bancários no HSBC, Adilson Stuzata, presidente da Fetec e Carlos Alberto Kanak, secretário-geral do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, que também estavam acompanhados pelo advogado Joélcio Flaviano Niels, assessor jurídico da Federação.

As informações que chegaram à Fetec e ao Sindicato dos Bancários dão conta de que o banco já estaria inclusive, suplementando a alimentação nas unidades de trabalho, para adequar à demanda dos trabalhadores. Uma vez protocolada a denúncia, o movimento sindical espera que o MPT, comprovando a prática anti-sindical, tome providências para coibir a atitude do banco em relação a seus trabalhadores e, se for o caso, encaminhar punições de ordem legal.

Adilson Stuzata reiterou que “o banco não pode obrigar seus trabalhadores a passarem a noite no local de trabalho para impedi-los de participar na campanha salarial da categoria. Isto é assédio moral, é prática anti-sindical e não vamos aceitar passivamente”, concluiu.

Além de ficarem impedidos de participarem de mobilizações logo no começo da manhã, a permanência no local de trabalho impede os bancários de se engajarem em outras atividades da categoria. Um exemplo disso são as assembléias, realizadas normalmente após o horário de expediente. Uma vez encarcerados nas unidades, os bancários ficam privados de participar de decisões que certamente vão afetar o seu futuro.

Fonte: Edson Junior – Fetec PR

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram